A super geração coreana e a teoria dos 15 anos

sábado, 30 de janeiro de 2016


Quem já viu a página de Facebook do blog, deve ter encontrado a notícia de que recentemente uma garota de 11 anos venceu o campeonato nacional coreano de patinação, na categoria feminina. É a mais jovem campeã da história, superando Yuna Kim, que tinha vencido com 12 anos. Ela derrotou uma patinadora que participou das últimas Olimpíadas, So-youn Park. Mas o que mais me chamou a atenção foi que a atleta olímpica não ficou em segundo lugar, mas em quinto. Claro, foi um dia infeliz dela, mas o fato é que ficou abaixo de outras três garotas  mais novas. São elas: Choi Da-bin (16 anos), Lim Eun-soo e Kim Ye-lim (ambas com 12 anos).


O fato de uma nova geração fortíssima estar aparecendo na Coréia do Sul dá força para a teoria dos 10~15 anos. Segundo esse raciocínio, uma geração muito forte de patinadores pode aparecer inspirados por uma grande estrela que conquista um feito inédito para a patinação de determinado país. No caso coreano, temos a Yuna Kim, campeã olímpica em 2010 e vice em 2014, numa competição em que muitos afirmaram que foi injusto ela ter sido superada pela russa Adelina Sotnikova. Ela foi o grande nome da patinação feminina até sua aposentadoria após as Olimpíadas.

Yuna Kim


Se contarmos com 2010, temos 6 anos até agora. Daqui há 4 anos, essas garotas terão 15 e 16 anos, idades em que os atletas começam a competir pelo sênior em competições internacionais. 

Um fenômeno parecido aconteceu com o Japão e a Rússia. A patinadora japonesa Midori Ito conquistou a primeira medalha de prata olímpica japonesa da História na categoria feminina em 1992. A partir da segunda metade da década passada, várias patinadoras boas surgiram. Em 2006, Shizuka Arakawa venceu  as Olimpíadas. Mao Asada ganhou vários mundiais e conquistou uma medalha de prata em 2010. Miki Ando também foi campeã mundial e foi a única mulher a conseguir completar um salto quádruplo em competições.

Pela Rússia, temos o caso de Irina Slutskaya, que conquistou uma medalha de prata nas Olimpíadas de 2002, feito inédito na patinação russa. Hoje em dia, temos várias russas entre as melhores do mundo. Para se ter uma idéia, nos dois últimos Grand Prix tivemos duas russas entre as três primeiras. 

Será que a teoria está certa? Eu acho que faz sentido, pois uma grande conquista é capaz de trazer muitos novos atletas, além de atrair mais investimentos para infraestrutura e mais conhecimento sobre o esporte.

 Por enquanto, fiquem com as ótimas apresentações da nova geração coreana:


You Young - programa curto


Da-bin Choi - programa curto




Ye-Rim Kim - programa curto




You Young - programa longo




 Da-bin Choi - programa longo




 Eun-soo Lim - programa longo




Até semana que vem!


Campeonato Europeu

terça-feira, 26 de janeiro de 2016
Em breve começará o campeonato europeu de patinação. É uma ótima oportunidade para ver alguns dos melhores patinadores do mundo em ação, em uma boa prévia do que vai ser o mundial.

No evento masculino, acho que o favorito é o Javier Fernandes, vice-campeão do Grand Prix. No feminino, ficaria muito surpreso se a campeã não for a Evgênia Medvedeva ou Elena Radionova, ambas da Rússia.

Elena Radionova na final do Grand Prix 2015


O cronograma é o seguinte, já em horário do Brasil:


27/1

Curto Feminino 7:15-13:25
Curto Masculino 14:30-19:33 

28/1

Curto Dança 9:30-13:45
Longo Masculino 14:45-21:52

29/1

Curto Pares 11:00-13:30
Longo Feminino 15:00-18:55

30/1

Longo Pares 7:00-10:00
Longo Dança 11:30-14:50

Por enquanto, encontrei esses streamings disponíveis:






Até mais!






Quais são as principais competições?

sexta-feira, 22 de janeiro de 2016
Para o recém-chegado, as competições de patinação podem parecer um pouco confusas. Qual a diferença entre o Mundial e o Grand Prix? O que seria o campeonato dos 4 continentes?

Para facilitar um pouco as coisas, vamos a uma básica explicação sobre os mais importantes campeonatos de nível profissional. Lembrando que o júnior tem alguns campeonatos "espelho", como seu mundial, Olimpíadas ou mesmo participação nos campeonatos nacionais. Falarei deles mais tarde.

A temporada começa no meio do ano e vai até quase a metade do ano posterior. Agora estamos na temporada 2015-2016. Os principais campeonatos são os seguintes:


Europeu

Disputado toda temporada entre atletas dos países da Europa. Tem as seguintes categorias: dança no gelo, pares, feminino e masculino.


Campeonato dos 4 Continentes

Campeonato que reúne os atletas dos continentes que não a Europa. Disputado toda temporada. Tem a mesmas categorias do europeu.


Nacionais

Campeonato de cada país. É muito importante para os atletas, porque a classificação geralmente define a participação nos times nacionais e nos principais campeonatos do mundo. Acontece toda temporada. As categorias dependem de cada país.


Grand Prix

É composto de várias etapas. No ano de 2015 foram os seguintes eventos:

Skate America
Skate Canadá
Cup of China
Trophée Éric Bompard (França)
Rostelecom Cup (Rússia)
NHK Trophy (Japão)


Cada atleta pode participar de até 2 eventos. Com base na posição em cada competição, cada um recebe pontos que ao final das etapas serão somados. Os 6 mais bem colocados serão classificados para o evento final, que ano passado foi disputado em Barcelona. O campeão desse torneio será consagrado campeão do Grand Prix. Disputado toda temporada. Ano passado teve as categorias dança no gelo, feminino, masculino, pares e sincronizado.


Mundial

Ao contrário do Grand Prix, é uma competição única com os classificados de todo o mundo. Como há limite para a participação por país, quem vai mal no campeonato nacional pode acabar ficando fora do torneio.


Olimpíadas de Inverno

A competição mais famosa e disputada ocorre de quatro em quatro anos. Assim como qualquer outro esporte, qualquer atleta sonha em ser um campeão olímpico. No último campeonato, foram disputadas as categorias masculina, feminina, pares, dança no gelo e times.




Premiação de times nas Olimpíadas de Sochi


Quais competições vocês mais gostam de ver?
Eu gosto bastante do Grand Prix e das Olimpíadas.


Até semana que vem!



Campeonato canadense

domingo, 17 de janeiro de 2016
O campeonato canadense de patinação artística no gelo vai acontecer entre os dias 18 e 24 de janeiro (sim, embolado com as datas do campeonato norte-americano).
O cronograma é o seguinte:


18 de janeiro

9:55 - novatos - dança compulsória

13:10 - novatos - feminino curto

15:20 - júnior - masculino curto

17:45 - Demonstração da CanSkate

18:20 - novatos - masculino curto

20:35 - júnior - dança no gelo curto


19 de janeiro

9:10 - novatos - dança no gelo longo

11:30 - novatos - masculino longo

14:20 - novatos - feminino longo

17:00 - novatos - pares curto

18:25 - novatos - feminino longo

18:25 -júnior -  junior curto

20:25 - júnior - dança no gelo longo

22:45 - cerimônia de vitória da dança no gelo júnior, masculino novatos, feminino novatos


20 de janeiro

11:00 - júnior - feminino curto

14:00 - novatos - pares longo

15:50 - júnior - pares longo

18:05 - júnior - masculino longo

21:00 - cerimônia de vitória - masculino júnior, pares novatos, pares júnior


21 de janeiro

19:20 - júnior - feminino longo

22:05 - cerimônia de vitória - júnior feminino


22 de janeiro

12:15 - sênior - feminino curto

14:55 - sênior - dança no gelo curto

17:45 - Cerimônia de abertura e demonstração da CanSkate

18:35 - sênior - masculino curto

21:15 - sênior - pares curto


23 de janeiro

11:25 - sênior - feminino curto (1-12)

13:20 - sênior - dança no gelo longo (1-10)

14:45 - sênior - feminino longo (13-18)

15:50 - sênior - dança no gelo longo (11-15)
Cerimônia de vitória - dança no gelo sênior  e feminino sênior

18:00 - sênior - masculino longo (1-12)

20:00 - sênior - pares longo 

21:30 - sênior - masculino longo (13-18)

22:20 Cerimônia de vitória - masculino sênior e pares sênior


24 de janeiro

14:00 Exibição


 Alguns atletas do Canadá estão entre os melhores do mundo, como a dupla Meagan Duhamel/Eric Radford nos pares,  Kaitlyn Weaver/Andrew Poje na dança no gelo, além de Patrick Chan no masculino.



Meagan Duhamel/Eric Radford



O canal do SkateCanada no Dailymotion provavelmente vai transmitir alguns eventos menores, como júnior ou categorias de novatos. Não sei se vão passar algo de sênior, mas não custa tentar. Ele pode ser acessado aqui.

Caso encontre alguma outra forma de assistir eu atualizo este post.

Até mais!

Campeonato norte-americano de patinação

sábado, 16 de janeiro de 2016


Nos dias 17 a 24 de janeiro será disputado o campeonato norte-americano de patinação no gelo. Para quem gosta do esporte, é uma boa oportunidade de ver alguns dos melhores patinadores do mundo, além de ver as novas promessas de um país com longa tradição na patinação.

Apesar dos nacionais do Japão e da Rússia, que foram disputados em dezembro passado, terem mais gente boa, vale a pena conferir, nem que seja para ver o já tradicional duelo do feminino Gracie Gold x Ashley Wagner.  Segue o calendário, já ajustado para horário de Brasília:



17 de janeiro 

Sessão 1 - 6 da manhã
Novatos - curto feminino
Novatos - curto masculino
Novatos - curto pares
Novatos - dança obrigatória


18 de janeiro
Sessão 2 - 10:00
Novatos - longo masculino
Novatos - longo feminino
Novatos - longo pares


19 de janeiro
Sessão 3 - 5:15
 Novatos - dança livre

Sessão 4 - 11:15

Junior - curto feminino
Junior -curto masculino
Junior - curto pares


20 de janeiro 
 Sessão 5 - 9:20
Junior - dança curta
Junior - longo pares

Sessão 6 - 2:45
Junior - longo masculino
Junior -longo feminino


21 de janeiro 
Sessão 7 - 10:45
Sênior - curto pares

Sessão 8 - 15:30
Cerimônia de abertura
Sênior - curto feminino


22 de janeiro 

Sessão 9 - 5:00
Junior - longo dança

Sessão 10 - 10:30
Sênior - curto dança

Sessão 11 - 15:30
Sênior - curto masculino


23 de janeiro 

Sessão 12 - 5:00
Sênior - longo pares (grupo 1)
Sênior - longo dança (grupo 1)

Sessão 13 - 9:30
Sênior - longo pares (grupos 2 e 3)
Sênior - longo dança (grupos 2 e 3)

Sessão 14 - 14:00
Sênior - longo feminino

Sessão 15 - 9:00
Sênior - longo masculino

Exibição - 15:00



Versão original em inglês disponível aqui


Para quem está perdido com tantas categorias, eu aconselho a disputa sênior feminina, masculina e pares. Se gosta de algo mais artístico, pode ver a dança.

Até o momento não encontrei nenhum streaming disponível para o campeonato. Ano passado a ESPN passou o sênior feminino, mas não vi se passou outras categorias. Este ano, não encontrei nenhuma previsão de transmissão na grande de programação, ao menos até agora. Tudo que sei é que nos EUA será transmitido pela NBC. Caso descubra alguma forma de assistir, eu aviso no blog.



Até mais!


Categorias da patinação artística

quinta-feira, 14 de janeiro de 2016
Talvez a coisa mais básica para saber sobre patinação seja diferenciar as categorias. De início, pode parecer um detalhe pequeno, mas na verdade as apresentações são muito diferentes entre si. Todos tem sua categoria favorita. No meu caso, gosto mais das apresentações femininas, mas também me interesso bastante pelas masculinas.Vamos às modalidades:


Masculino

 Apresentação individual dos homens, onde eles apresentam saltos, giros e outros elementos. Hoje em dia, o grande destaque são os saltos quádruplos, no qual o patinador dá quatro voltas durante um salto. Eles valem muitos pontos, e são usados pelos melhores patinadores da atualidade.

Loop quádruplo


O principal nome nessa categoria é Yuzuru Hanyu, do Japão. Ano passado ele quebrou o recorde mundial nos programas curto e longo. Além disso, é o atual campeão olímpico.

Yuzuru na final do Grand Prix de 2015


Feminino

Segue a mesma lógica da apresentação masculina. As mulheres não tem tanta força física quanto os homens, e por isso ainda não há nenhuma hoje em dia capaz de dar saltos quádruplos em competição. Em compensação, são mais flexíveis, levando a giros mais difíceis e bonitos. O destaque da competição é o triplo axel, salto que pouquíssimas patinadoras dominaram ao longo da história e que costuma fazer a diferença quando bem executado.

Triplo axel

Combinação de giros


Ao contrário dos homens, não há uma dominância tão grande de uma atleta. Mas o destaque vai para a atual campeã do Grand Prix, Evgenia Medvedeva.

Evgenia na final do Grand Prix de 2015


Pares 

Dupla composta por um homem e uma mulher. Além de saltos e giros, há movimentos específicos para pares, como a espiral da morte, os saltos lançados e os levantamentos.


Par executando a espiral da morte. 
Fonte


Dança

Modalidade um pouco parecida com os pares, mas com algumas diferenças. Os atletas não podem dar saltos, giros ou levantamentos que elevem a mulher acima do ombro do homem. Em vez disso, o foco é no trabalho de pés e nos movimentos que expressam a dança.

Há controvérsia quanto a essa categoria por causa dos critérios subjetivos para julgamento das notas, quando comparado aos pares e simples. Com toda polêmica que a pontuação de um salto possa ter, ainda é mais fácil julgar se as rotações foram feitas e se a postura estava certa do que observar a harmonia da dança. Apesar disso, a dança no gelo faz parte inclusive das Olimpíadas de Inverno.

Casal dançando em competição


Sincronizado

Competição que ainda não é disputada nas Olimpíadas, mas que vem ganhando muito espaço. Em 2015, foi disputada pela primeira vez na final do Grand Prix. São times de 8 a 20 patinadores que fazem vários movimentos mantendo a harmonia entre os integrantes. A equipe faz algumas figuras, como círculos e linhas.

Apresentação de patinação sincronizada
Fonte


Vou ficando por aqui.
Quais são as suas categorias favoritas?

Até semana que vem!


Início

sexta-feira, 8 de janeiro de 2016


A proposta deste blog é falar sobre um esporte pouco difundido no Brasil: a patinação artística no gelo (ou figure skating no inglês). Apesar de perceber um interesse relativamente grande pela patinação nas Olimpíadas de Inverno, a verdade é que nos quatro anos que separam os eventos não se fala tanto disso por aqui. Temos pouquíssimas informações sobre todo o universo que cerca o esporte. 

Apesar da dificuldade de ver competições ou de achar uma pista para se divertir, o esforço extra vale muito a pena.


Este blog vai servir também para centralizar informações que procuramos por aí para "consumo próprio", além de comentários pessoais sobre diversos assuntos. E com uma periodicidade semanal (esperamos).


Bom, vamos ficando por aqui.

Até semana que vem!

© Figure Skating Brasil - 2017. Todos os direitos reservados.
Design by: Thays Martins.
imagem-logo